Investigadores em Moçambique descobrem troncos fossilizados com mais de 259 milhões de anos

0
Foto: DR

Fonte: RFI

Uma equipa de investigadores descobriu, em Moçambique, troncos de árvore fossilizados com mais de 259 milhões de anos.

A descoberta foi divulgada na revista ‘Journal of African Earth Sciences’, isto após cerca de 3 anos de investigação. O artigo publicado foi escrito por três cientistas: o moçambicano Nelson Nhamutole, a sul-africana Marion Bamford e o português Ricardo Araújo.

Notícias de Angola

Nelson Nhamutole, cientista moçambicano, fez parte dessa equipa de investigadores que fez a descoberta em 2018.

Segundo À RFI, Nelson Nhamutole explicou o que representa esta descoberta e como foi possível chegar a este resultado.

Nelson Nhamutole, cientista moçambicano, detém um mestrado realizado numa universidade na África do Sul, instituição onde vai realizar agora o seu doutoramento.

Recorde-se que os fósseis foram recolhidos no âmbito de uma investigação realizada em 2018 junto ao Lago Niassa, na província do Niassa, e estudados em laboratórios em Moçambique e na Africa do Sul.

Os troncos encontrados são de um género que já era conhecido no hemisfério Norte e em certos períodos, mas não no período Pérmico, há mais de 259 milhões de anos. Nessa altura, os dinossauros ainda não existiam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome.