Duque de Edimburgo morre à beira dos 100 anos

0
Foto: DR

Por: Ivanine Silva

O Duque de Edimburgo, Príncipe Phillip, morreu na manhã nesta sexta-feira (09), no ano em que completaria 100 anos de vida, no Castelo de Windsor, residência da realeza inglesa, comunicou a família real a partir das redes sociais.

Sem avançar grandes detalhes sobre o falecimento do marido da Rainha Elizabeth II, que no último mês, esteve internado para tratar uma infecção e passar por uma cirurgia cardíaca, foi usado o perfil oficial da realeza para comunicar a morte do Príncipe.

“É com profunda tristeza que Sua Majestade a Rainha anunciou a morte de seu amado marido, Sua Alteza Real, o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo. Sua Alteza Real faleceu pacificamente esta manhã no Castelo de Windsor. A Família Real junta-se a pessoas de todo o mundo no luto por sua perda. Novos anúncios serão feitos oportunamente”, descreveu o comunicado.

Após emissão do comunicado, a bandeira do Reino Unido foi hasteada a meio-mastro em sinal de luto no Palácio de Buckinhgam.

Embora tenha nascido em Corfu, na Grécia, em 10 de junho de 1921, Philip tem sangue dinamarquês, britânico e alemão, sendo tataraneto da rainha Vitória, tal como Elizabeth II. Foi criado na Grã-Bretanha após a família ser expulsa da Grécia quando ainda era um bebê.

O duque de Edimburgo serviu a Marinha Britânica de janeiro de 1940 até 1952, quando a rainha subiu ao trono e teve de ser príncipe consorte. Apesar de lutar contra a Alemanha na Segunda Guerra Mundial, Philip enfrentou críticas da imprensa e dos britânicos por suas irmãs serem casadas com alemães que tinham conexões nazistas.

Filipe Mountbatten, Duque de Edimburgo, foi o marido da rainha Isabel II e consorte real do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte e dos reinos da Comunidade das Nações desde 1952 até sua morte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.