Saída de Raúl do Partido Comunista marca fim da “dinastia Castro” em Cuba

0
Foto: DR

Por: Ivanine Silva

Cerca de 62 anos depois, é chegado o fim da “dinastia Castro” em Cuba, com a saída de Raúl Castro do poder do Partido Comunista , depois do anúncio do partido que reuniu nesta sexta-feira (16), esta será a primeira vez sem um Castro no poder desde 1959.

O mandatário Raúl Castro, de 89 anos e dirigente máximo do Partido Comunista Cubano, oficializou sua aposentadoria no congresso da legenda, que teve início nesta sexta-feira,

Notícias de Angola

Miguel Díaz-Canel, é apontado como o principal nome à sucessão de Castro, este defende uma maior abertura económica em Cuba.

Desde que um grupo de revolucionários cubanos derrubou o general Fulgencio Batista, o poder esteve majoritariamente nas mãos de um dos irmãos Castro. Primeiro, Fidel Castro, que ficou na presidência até 2008 e no cargo máximo do partido até 2011, passando os dois postos a seu irmão Raúl até falecer, em 2016.

A presidência de Cuba já havia sido transferida de Raúl Castro ao pupilo Miguel Diaz Canel em 2018. O próximo passo deverá ser a oficialização de Canel à liderava do partido no congresso deste fim de semana.

Nascido em 1960, um ano após a revolução, Canel é o primeiro mandatário que não participou da tomada de poder em 1959, a sua chegada aos postos mais altos do governo marca o fim de uma era em Cuba, com a ascensão da geração que já nasceu sob o regime socialista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome.