O país cabe aqui.

Paratus e OneWeb assinam acordo para instalação de teleporto de satélites no país

0

Notícias de Angola – O Grupo Paratus anuncia segunda-feira, um acordo plurianual com a OneWeb, empresa fornecedora global de serviços de telecomunicações, para a construção de um teleporto em Luanda, Angola.

O acordo da prieira de várias estações terrestre de satélites da Web planeadas em África, está previsto para estar operacional na segunda metade de 2023.

Segundo o comunicado que o Notícias de Angola teve acesso, a infraestrutura fornecerá serviços de satélite de baixa órbita terrestre (LEO) a vários países da região e trará soluções seguras não só às empresas, mas também às cidades, aldeias, municípios e escolas, incluindo as regiões mais remotas de vários países africanos.

Conforme ainda o informe, este acordo, aliado ao recente lançamento da ligação de fibra óptica da Paratus entre Angola e a República Democrática do Congo (RDC), a inauguração dos Data Centers do Grupo, na Zâmbia e na Namíbia, e a presença da cobertura de rede em todas as províncias angolanas, demonstram que a Paratus possui as infraestruturas necessárias para actuar como umHUB de dados altamente sofisticado em Angola, permitindo, inclusive, a expansão da sua rede para além das suas fronteiras. 

“Com este acordo, estamos a dar mais um passo gigantesco na realização do nosso plano estratégico de transformar Angola em um HUB de dados para a região”, explica Rolf Mendelsohn, CTO do Grupo Paratus. “Ser seleccionado pela OneWeb como parceiro preferencial para a instalação do teleporto em Angola reafirma a nossa elevada capacidade no desenvolvimento de infraestruturas de telecomunicações de nível mundial em África”, reafirma.

Para Joe Paciaroni, Director de Infraestruturas Terrestres na OneWeb, “Ao considerar a dimensão e a persistência da infoexclusão e as barreiras encontradas pelas empresas em obter serviços de conectividade em áreas rurais ou remotas, tornam-se óbvias as necessidades por serviços de satélites de baixa órbita (LEO).

Numa escala global, segundo o informe, a penetração da Internet móvel é ainda de apenas 50% e muitos dos locais que permanecem offline estão em África. Ao instalar os teleportos da OneWeb ligados a centenas de LEOs, podemos colmatar essa disparidade de forma eficaz e económica. 

O teleporto consistirá em 16 antenas e um polo técnico com instalações de rede, conectado à infraestrutura de satélites de baixa orbita (LEO) da OneWeb e ligando, assim, a África ao mundo e o mundo à África.

Fundada em 2003, como ITA, a Paratus é a rede de qualidade de África. De olho no futuro, o investimento do grupo em infraestruturas sublinha o seu compromisso a longo prazo de transformar África através de infraestruturas digitais e serviços de apoio ao cliente excepcionais.

A Paratus é gerida por uma equipa operacional dedicada e profissional, em sete países africanos – Angola, África do Sul, Botsuana, Moçambique, Namíbia, RDC e Zâmbia.

Já a OneWeb é uma rede global de comunicações alimentada a partir do espaço a fim de permitir o acesso à Internet para governos, empresas e comunidades. Está a implementar uma constelação de satélites de baixa órbita terrestre com uma rede de estações terrestres global e uma gama de terminais a fim de fornecer um serviço de comunicações acessível, rápido, de alta largura de banda e de baixa latência, ligado ao futuro da IOT e como um caminho para 5G disponível para todos, em todo o lado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies