O país cabe aqui.

Ngandungo encerra curso de Comunicação de Imagem e fotografia

0

Por: Victória Pinto

Com a finalidade de aumentar o número de profissionais e melhorar a qualidade dos fotógrafos angolanos, a empresa angolana ligada a Comunicação Institucional, Ngandungo, encerrou dia na última semana o curso de Comunicação de Imagem e fotografia.

A formação foi presidida pelo fotojornalista e docente universitário, Nambi Wanderley, teve a duração de quatro semanas, com carga horária de 2h30/dia. De acordo com o Secretário-Geral da Ngandungo, Mateus Mateus, a formação faz parte de um curso completo de Comunicação Institucional, que esta a ser repartido em módulos.

A felicidade estampada nos rostos dos formandos, demonstrava a satisfação de quem acabará de aprimorar e aprofundar os seus conhecimentos referentes a fotografia de modo geral e particular o fotojornalismo. 

O jovem Wilson Neto, estudante do 4º ano de Ciências da Comunicação da Universidade Independente de Angola (UNIA), referiu que a formação foi vantajosa e recomenda o curso aos profissionais de diversas áreas. 

Wilson Neto, estudante do 4º ano de Ciências da Comunicação da Universidade Independente de Angola (UNIA)

“Pude aprender sobre os gêneros fotográficos, como fazer o enquadramento de cada imagem, entre outros pontos. Saio daqui com bastante conhecimento e recomendo o curso, não somente para os estudantes de comunicação, mas também para as instituições, para os amantes de fotografia e para aqueles que têm site, de maneira a divulgarem seus produtos e vender a sua imagem”.

 Já Indira dos Santos, estudante do 4º ano de Ciências da Comunicação da Universidade Independente de Angola, frisou que nunca teve contacto teórico e prático sobre fotografia e sentiu-se satisfeita com formação. 

Indira dos Santos, estudante do 4º ano de Ciências da Comunicação da Universidade Independente de Angola

“Aprendi bastante neste módulo, nunca antes tive contacto teórico sobre fotografia, a minha sugestão é que a Ngandungo realize um segundo módulo de fotografia que implementasse a 100 % a prática”. 

Por sua vez, o fotojornalista e formador do curso, Nambi Wanderley, fez saber que os formandos não apareceram crus, facilitando assim a transmissão de conhecimentos e a interacção, não obstante a pouca participação que deveu-se as festas e a fraca divulgação do curso. 

Nambi Wanderley, fotojornalista e docente universitário

“A interacção foi boa, a expectativa foi satisfatória porque a maior parte deles quer fazer Acessória de imprensa e eles puderam perceber que a vertente fotojornalística faz parte deste pacote” disse.

O docente reforçou ter aprendido com os formandos e acredita que os profissionais de fotografia também poderiam participar dessas formações, de modo a trocarem experiências. 

Nambi Wanderley, é mestrando em Direito Forense pela Uni-Piaget, licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade Independente de Angola,(UNIA), e pós-graduado em Pedagogia e Elaboração de Projectos, pela Universidade Agostinho Neto.

Foi Director executivo e editor fotográfico da Revista Talentos, é Có-fundador da Associação dos Repórteres de Angola (ARIA).

Actualmente, actua como docente Universitário, e dirige a empresa de Multimédia “Wanderley Produções”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies