O país cabe aqui.

Executivo investe em infra-estruturas a todos os níveis na Saúde  

Notícias de Angola – O Executivo está a fazer investimentos em unidades hospitalares de todos os níveis, garantiu a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta.

Ao intervir na  terça-feira, na 13.ª edição do Café CIPRA, com o tema “Problemática do Atendimento Humanizado no Sector da Saúde”, a ministra reafirmou a contínua aposta do Executivo para a melhoria dos cuidados primários de saúde, com a construção de novas unidades sanitárias, apetrechamento e inserção de 80 por cento dos profissionais no sector.

“As pessoas, às vezes, ficam com a falsa noção de que o investimento está a ser (feito) só nos grandes hospitais. Mas estamos a fazer investimentos a todos os níveis. E até podemos comparar o rácio de unidades sanitárias do terceiro nível com as do nível primário, através do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) que conta com 155 (unidades)”, disse a ministra.

Realçou que estar concluídos seis novos grandes hospitais e este processo continua com a reabilitação, ampliação, construção de novas unidades sanitárias a nível de várias províncias.

Sílvia Lutucuta, explicou que o sector regista  tem registado indicadores satisfatórios no combate às principais causas da mortalidade, a destacar a malária, com o aumento da capacidade de diagnóstico da doença e a redução da mortalidade.

Apontou por outro lado haver também melhorias nos indicadores relação à tuberculose ou HIV-SIDA, sobretudo na transmissão do HIV de mãe para filho, ter melhorado consideravelmente, de 25 para 70 por cento, o acesso aos cuidados primários.

Quanto a prevenção, avançou como prioridade a literacia em saúde, formação de quadros, melhoria das infra-estruturas e da logística de medicamentos, tecnologias de informação associada a melhor recolha de dados e também à comunicação. 

De acordo ainda com a dirigente, nos últimos cinco anos, o sector registou o aumento de mais de 40 por cento da força de trabalho, com a entrada de 41 mil novos profissionais de várias carreiras.

A 13.ª edição do CaféCIPRA, com o tema “Problemática do Atendimento Humanizado no Sector da Saúde”, teve também como facilitadores, além da ministra Sílvia Lutucuta, o director geral do Complexo Hospitalar Cardio-Pulmonar Cardeal Dom Alexandre do Nascimento, Carlos Masseca, o director do Projecto de Formação da Saúde, Job Monteiro, e a directora do Hospital Materno-Infantil Dr. Azancot de Menezes, Maria Mendes.

Comentários estão encerrados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies