O país cabe aqui.

Embaixador defende operacionalização da ZCLCA 

Notícias de Angola – O Embaixador de Angola na Etiópia e Miguel Bembe, destacou o processo de operacionalização da Zona de Comércio Livre Continental Africana (ZCLCA) de tamanha  importância para conceber estratégias de investimento nos recursos humanos.

O diploma intervinha na quarta-feira, no seminário sobre a aceleração da implementação da ZCLCA e a realização da integração comercial e económica de África, ocorrido na sede da União Africana (UA),  defendeu  a elaboração e execução de projectos regionais e sub-regionais que incluam infraestruturas portuárias, aeroportuárias, rodoviárias, aduaneiras, de telecomunicações, energia e água, para facilitar a circulação de pessoas e bens no continente.

Realçou que para  a integração económica eficaz, requer investimento dos Estados Membros nos domínios da boa governação, democracia,consolidação do Estado de direito, na repartição equitativa dos recursos, na inclusão política e no combate às alterações climáticas.

Observou que apesar do continente africano estar confrontado com inúmeros desafios políticos e de segurança, precisa, todavia, de tornar a integração económica uma realidade.

Neste contexto, sugeriu que os países africanos devem investir parte considerável dos respectivos orçamentos na agricultura, agroindústria e na construção de infraestruturas regionais, com o intuito de beneficiar a população local e reduzir a taxa de desemprego.

O representante de Angola na UA sublinhou que o reforço das capacidades dos Estados

Membros deverá facilitar o processo de aceleração da implementação da ZCLCA e a integração comercial e económica de África, e tornar mais efectiva a cooperação Sul-Sul, no âmbito da Organização dos Estados de África Caraíbas e Pacífico (OEACP).

Comentários estão encerrados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies