O país cabe aqui.

BAI aumenta resultado líquido de Kz 200 mil milhões em 2023

Notícias de Angola  – O Banco Angolano de Investimento (BAI) alcançou em 2023 um resultado líquido de 200 mil milhões de kwanzas, mais 99% em relação aos 100 mil milhões de kwanzas registados no ano de 2022, soube o NA.

Segundo o Comunicado de Imprensa que o Notícias de Angola (NA) teve acesso hoje, a informação surge na sequência da realização da Assembleia Geral Ordinária, ocorrida na última quinta-feira(27), em que os accionistas deliberaram a aprovação do Relatório de Gestão e Contas (individuais e consolidadas) e o Parecer do Conselho Fiscal, relativos ao exercício de 2023, incluindo o Relatório de Governo Societário.

O documento realça que, no final do ano de 2023, a margem financeira situou-se em 201 mil milhões de kwanzas, mais 6%, em comparação com os 189 mil milhões de kwanzas gerados no exercício homólogo de 2022.

Refere-se na nota que o crescimento da margem financeira foi impulsionado pelo aumento dos juros de títulos e valores mobiliários e de crédito a clientes.

Conforme o informe, a margem complementar atingiu 191 mil milhões de kwanzas, crescendo 155% em relação aos 75 mil milhões de kwanzas registados no ano de 2022, reflectindo o aumento dos resultados da negociação de instrumentos financeiros, bem como dos resultados da prestação de serviços financeiros.

A nota detalha que o produto bancário totalizou 392 mil milhões de kwanzas, representando um crescimento homólogo de 49%, face aos 264 mil milhões de kwanzas do final de 2022, impulsionado pelo desempenho da margem complementar.

Segundo o Presidente do Conselho Executivo BAI, Luís Lélis, referiu que os resultados relevantes de 2023 são fruto do compromisso e dedicação dos colaboradores e da confiança dos clientes. 

Para o exercício económico de 2024, o BAI mantém o compromisso de continuar a inovar, adaptar-se às mudanças do mercado e a concretizar oportunidades de crescimento sustentável.

“Mantemos o foco na melhoria da experiência e satisfação do cliente, na optimização dos processos internos e continuaremos a investir em soluções digitais avançadas, inovação tecnológica e literacia financeira”, disse.

Luís Lélis destacou ainda a preocupação do banco com o desenvolvimento sustentável e a criação, em 2023, do Programa de Sustentabilidade do BAI, como forma dar resposta aos desafios de natureza ambiental, social e de governação, que têm assumido uma importância cada vez maior no sistema financeiro nacional.

Comentários estão encerrados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies