O país cabe aqui.

Associação angolana de fonografia será conhecida quinta-feira 

Notícias de Angola – A primeira Associação da Indústria Fonográfica de Angola (AIFA) vai ser conhecida quinta-feira, no espaço cultural do Palácio de Ferro em Luanda.

A associação pretende com a mesma, aposta contínua na formação dos associados em matérias de domínio de direitos conexos e mecanismo de protecção.

Segundo o comunicado que o Notícias de Angola teve acesso hoje, aponta que a AIFA propõe-se a fazer um diagnóstico do estado da indústria de fonogramas assim como análise das oportunidades, forças, ameaças e fraquezas e iniciar projectos específicos para combate aos males da indústria e aproveitar as forças e oportunidades.

Conforme a mesma, após o lançamento trabalhará de forma concisa na certificação junto do Serviço Nacional dos Direitos de Autor e Conexos (SENADIAC), enquanto Entidade de Gestão Colectiva.

Para tal, programa ainda desenvolver estratégias para atrair investimentos do estrangeiros  para o mercado da música nacional. 

A Associação da Indústria de Fonogramas de Angola (AIFA) é uma pessoa colectiva de direito privado, especializada, independente e não governamental de gestão colectiva de direitos conexos de produtores de fonogramas e de videogramas e de organismos de radiodifusão de âmbito nacional, actua no mercado sem fins lucrativos, de duração ilimitada, dotada de autonomia administrativa e financeira, com o objectivo da defesa dos legítimos interesses e direitos dos seus associados.

É  a primeira existente no país, com características de defender os direitos dos produtores de fonogramas e videogramas.

Comentários estão encerrados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies