O país cabe aqui.

AIFA vai supervisionar obras de artistas nacionais que residem fora do país

Notícias de Angola – A Associação da Indústria Fonográfica de Angola (AIFA) vai trabalhar de forma fincada na supervisão e canalizar a exibição pública internacional das obras de artistas nacionais, ainda que residam fora do país.

Por: Amilton Victor

A informação foi avançada quinta-feira, pelo director geral da Associação, Paulo Cassoma, durante a apresentação oficial da AIFA.

Segundo o responsável, com a mesma pretende-se sensibilizar e conscientizar os profissionais do sector, bem como apoiar no combate à contrafação e pirataria e promover a indústria criativa no país.

Conforme o presidente da Associação Única de Direitos de Autor e Conexos (AUDAC), Lucioval Gama,  a AIFA vai contribuir de maneira significativa no crescimento da industria cultural. 

Lucioval Gama, entende que com a entrada em funcionamento deste órgão vai atrair investimentos de grandes produtoras internacionais como são os casos da Sony music, Universal e Empire.

Por sua vez, Emanuel Carvalho Nguenohame (Big Nelo), considera que o surgimento da AIFA é um marco histórico na indústria cultural e criativa do país. 

Para o artista, a iniciativa vem numa altura em que se torna cada vez mais necessário valorizar o trabalho dos produtores de audiovisual.

Participaram do evento músicos, artistas das artes visuais, promotores de eventos, representantes do ministério da cultura e turismo e associações ligadas ao sector e outros.

O acto contou com um concerto intimista da contora Selda que interpretou as canções de sua autoria como “Morena de cá”, “Aquela rua”, e  “ Tom perfeito”.

A Associação da Indústria de Fonogramas de Angola (AIFA) É a primeira instituição do género no país, com características de defender os direitos dos produtores de fonogramas e videogramas.

Comentários estão encerrados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies