O país cabe aqui.

Presidente do MPLA apela ao voto massivo no partido nas eleições

0

O Presidente do MPLA, João Lourenço, apelou, neste sábado, na cidade do Huambo, ao voto massivo no partido nas eleições de Agosto, para garantir a continuidade da resolução dos problemas da população.

Ao falar no acto político de massas, nos arredores do Aeroporto Albano Machado, o líder do MPLA disse ser necessário garantir a continuidade dos projectos em curso para que, no próximo mandato, “façamos muito mais do que está a ser feito agora”.

Seguno a Agência Angola Press (ANGOP), o Lider do M prometeu mais trabalho nos próximos tempos para a construção de mais escolas, hospitais, habitações, oferecer mais energia e água potável para as populações, para as indústrias, bem como a oferta de mais postos de trabalho.

Fez saber que a ambição do partido no poder, com relação ao emprego, é atingir o pleno emprego, uma ambição que pode ser conseguida com a conjugação de esforços entre o público, o privado e o cooperativo.

O também Presidente da República, adiantou que o Executivo está a trabalhar no sentido de dar mais espaço ao sector privado, fazendo com que este seja o principal responsável não apenas pela produção de bens e serviços, mas também responsável pela oferta de postos de trabalho.

Informou que desde 2018, o Executivo angolano gerou 430 mil postos de trabalho nos mais variados sectores da vida económica.

Segundo o líder do MPLA, através do Programa de Reconversão da Economia Informal (PREI), cerca de 155 mil cidadãos angolanos saíram da economia informal, passando para a economia formal, conseguindo assim ganhar a vida e seu pão de cada dia de forma mais digna.

Destacou, também, os ganhos do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (PRODESI) e o Plano de Acção para a Promoção da Empregabilidade (PAPE).

Mencionou que durante os últimos quatro anos o Executivo garantiu a formação técnico-profissional a pouco mais de 260 mil cidadãos, na sua maioria jovens e lançou-os para o mercado de trabalho.

Aumento do salário da Função Pública

Para a redução do custo de vida e aumentar o poder de compra dos cidadãos, João Lourenço lembrou que o Estado reduziu o Imposto de Valor Acrescentado (IVA) de 14 para 7 por cento, bem como aumentou o valor do salário mínimo e o salário da Função Pública.

Conforme disse, ao aumentar o valor do salário da Função Pública, o Executivo procurou ser o mais justo possível, ou seja, aumentando mais aos que menos ganham e aumentando menos aos que mais ganham.

Combate aos especuladores de preços

Ao longo da sua intervenção, o líder do MPLA, bastante ovacionado, disse que o Executivo atacou os especuladores de preços de forma inteligente, garantindo uma

Reserva Estratégica Alimentar, ou seja, garantiu maior oferta dos bens essenciais com preços controlados pelo Executivo, o que obrigou os especuladores a baixar os preços.

Refinarias

Anunciou que, a partir deste ano, o país vai começar a produzir 30 mil barris por dia de petróleo transformado em diesel, gasolina e outros produtos refinados.

Anunciou, também, o arranque, em 2025, da Refinaria do Soyo, que vai refinar, pelo menos, cem mil barris de petróleo bruto por dia, e o aumento da capacidade de produção da Refinaria de Luanda.

Em 2025, o país estará a produzir, pelo menos, 160 mil de barris de petróleo bruto , ou seja, 60 mil em Cabinda e 100 mil no Soyo, revelou o também Presidente da República.

Estádio do Huambo

O líder do MPLA terminou o seu discurso com o anúncio da construção de um estádio de futebol na província do Huambo.

“O Huambo tem tradição do futebol, todos conhecemos as grandes glórias do futebol nesta província”, finalizou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies