O país cabe aqui.

PR considera positivo situação Sócio – Económica do País

0
Notícias de Angola

Notícias de Angola – O Presidente da República, João Lourenço, considerou nesta quinta-feira, em entrevista colectiva, positivo os desenvolvimentos e investimentos efectuados pelo Executivo nos últimos cinco anos.

A comunicação do Chefe do Estado enquadra-se num programa comunicacional iniciado em 2018, com vista a abordar diferentes temáticas sobre a realidade do país, o Estadista abordou a questão da comunicação social, tendo considerado de satisfatório o desempenho do sector.

No que toca à observação eleitoral, apesar da insistência no convite já de observadores, argumentou que tudo depende dos prazos estabelecidos na lei angolana e qualquer coisa, neste domínio, depende deste factor.

Durante a intervenção, referiu-se ainda às questões das greves nos sectores da Educação, Saúde e Justiça, que, apesar de justas, deveriam levar em conta igualmente os investimentos no sector.

Especificamente no que toca ao sector da saúde, referiu que o Estado está a fazer um dos maiores investimentos dos últimos tempos.

Apresentou como exemplo os hospitais Sanatório, Hematológico Pediátrico, Materno Infantil, entre outros, em relação aos quais os profissionais manifestaram agradecimento pelo trabalho do Executivo.

Por isso, “não é verdade que o Estado não esteja a fazer nada”, disse.

Salientou ainda o facto de estar em fase de construção, no domínio da saúde, unidades de nível terciário, como os hospitais gerais de Viana, Cacuaco (Luanda), Caxito (Bengo), Sumbe (Cuanza Sul), Ndalatando (Cuanza Norte) e Cunene.

No entanto, salientou que os investimentos do Executivo não se cingem às infra-estruturas, mas também ao homem.

Ao longo da entrevista, mostrou-se também confiante no trabalho da Justiça no país, que em seu entender tem ganho maior independência, bem como os resultados positivos do processo de recuperação de activos.

Outro ponto chave são os resultados positivos no sector diamantífero, facto que faz com que as grandes empresas internacionais do sector retornem ao país.

Com isso, disse que Angola começa a se tornar num ponto importante de lapidação de diamante, acrescentando maior valor à economia nacional.

O Presidente João Lourenço manifestou ainda a sua abertura para o diálogo com todos as forças políticas nacionais, negando que seja, por isso, necessário um pacto de regime de quem vença as próxima eleições gerais, marcadas para 24 de Agosto.

No que toca à Contratação Simplificada Emergencial, referiu que esta, nos casos em que foi feita, teve razão de ser, pela sua urgência.

Desafios futuros

O Presidente abordou ainda as prioridades caso vença as eleições gerais de 24 de Agosto deste ano, onde salientou a continuação do investimento nos domínios das águas e energia.

De igual modo, destacou uma maior aposta na construção de infra-estruturas condignas para o ensino superior público

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies