O país cabe aqui.

Política de venda de diamantes revista no conselho de ministros

Notícias de Angola

A política de comercialização de diamantes brutos, a implementar pelo Executivo angolano, teve nesta quarta-feira (27), o aval do Conselho de Ministros, a ideia é assegurar um sistema eficaz e de maior transparência ao processo de compra e venda dessas pedras preciosas.

Trata-se de um documento de balanço que contém dados relativos às actividades desenvolvidas no período de Janeiro a Dezembro de 2017, no âmbito deste projecto estruturante.

Mereceu igualmente a aprovação do Conselho de Ministros, o Programa Nacional de Formação e Gestão do Pessoal Docente, documento que especifica os objectivos e correspondentes medidas de política, assim como o respectivo Plano de Acção.

O referido instrumento contempla as fases de programação e implementação, bem como a previsão orçamental que consta do Plano de Desenvolvimento Nacional 2018/2022.

No domínio da saúde, foram aprovados os regimes jurídicos da Carreira dos Profissionais de Diagnóstico e Terapêutica; da Carreira do Pessoal de Apoio Hospitalar; da Carreira de Enfermagem; e da Carreira Médica.

Na sessão de hoje, o Conselho de Ministros apreciou, para envio à Assembleia Nacional, a proposta de Lei que altera o Código dos Valores Mobiliários.

Os membros do Executivo apreciaram também a proposta de Lei sobre a Organização, Exercício e Funcionamento das Actividades de Comércio Ambulante, Feirante e de Bancada de Mercado, bem como as propostas de Resolução que aprovam a Adesão da República de Angola à Convenção sobre Assistência em Caso de Acidente Nuclear ou Emergência Radiológica.

A lista prossegue com a Convenção sobre a Segurança Nuclear e respectiva Alteração e a Convenção sobre a Protecção Física dos Materiais Nucleares.

Completam o quadro, o Código de Conduta sobre a Segurança e a Protecção das Fontes Radioactivas, a Convenção sobre Indemnização por Danos Nucleares; e o Acordo de Cooperação entre o Governo da República de Angola e o Governo da República da Zâmbia, no domínio da Segurança e Ordem Pública.

 

Comentários estão encerrados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies