O país cabe aqui.

Pacientes satisfeitos com atendimento do Hospital Materno Infatil de Luanda

0

Por: Nambi Wanderley

Os pacientes internados no hospital Materno Infantil de Luanda, inaugurado recenteemen  pelos presidente da República, João Lorenço, manisfetam-se satisfeitos pelo atendimento.

O hospital  “Dr. Manuel Pedro Azancot de Menezes“, é a segunda unidade sanitária de referência inaugurada este ano em Luanda, está localizado no bairro do Camama com capacidade para 220 camas.

Em declarações ao Notícias de Angola, a directora-Geral do hospital, Manuela Neves, disse que nas últimas 24horas atenderam cinco (5) mulheres em trabalho de parto, das quais duas senhoras fizeram partos normais e uma cesariana.

Manuela Neves fez saber que por volta das 13 horas, do primeiro dia de trabalho não houve nenhum problema, apesar de ainda estarem a se organizar, deram inicio as consultas internas e externas devido a demanda dos paciente.

“Fizemos a primeira operação cesariana, porque recebemos uma paciente primigesta, com um macro fecto, peso acima do normal, felizmente foi identificado com antecedência alguns miomas”, explicou.

Conforme Elisa Cabenha, moradora do bairro Chimbicato, foi a segunda paciente a ter o parto, chegou ao hospital, depois do seu esposo ter visto a reportagem da inauguração na televisão, Visivelmente emocionada não escondeu a sua satisfação pelo excelente atendimento que tiveram, “gostei muito da forma como fomos atendidos, foi bom, não tenho como agradecer, encontrei bons médicos e enfermeiros, não paguei nada, estou bem, tenho o meu bebé aqui ao meu lado a respirar bem de saúde”, reconheceu. 

Por sua vez André João Tala, pai de três filhos, esposo de uma das parturientes no dia de hoje, morador do município de Viana, Zango III, mostrou-se tranquilidade, aliviado e agradeceu a forma como a sua família foi atendida, chegaram no hospital as 23 horas, foram bem recebido a partir recepção até ao serviço de parto, com opção de escolha de voltar para casa e receber o feedback da situação local.

André Tala, pai do pequeno João Tala, deixou um conselho para àquelas pessoas que não acreditam no trabalho de Executivo, que olhassem para este tipo de investimento com muito orgulho, é uma mais vália para o país, devem acreditar que as coisas estão a acontecer a medida do seu tempo, os utentes e trabalhadores devem cuidar bem desta imponente obra.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies