Líderes do G20 coordenam acções de combate à covid-19 na “Global Health Summit 21”

0
Foto: DR

Por: Ivanine Silva

Os líderes dos países membros do G20, organização que congrega as 20 maiores economias do mundo, reunem hoje, sexta-feira, 21 de Maio, em Roma, na Itália, onde deverão coordenar acções de combate à pandemia da covid-19.

Na Global Health Summit 2021 (Cúpula Global de Saúde) deste ano, segundo informações oficiais, os líderes deverão exigir a renuncia aos direitos de propriedade intelectual e pressionar as empresas farmacêuticas a compartilhar tecnologia que salva vidas.

Notícias de Angola

Os Estados Unidos da América, juntaram-se à Índia, África do Sul e vários outros países em desenvolvimento para pedir uma renúncia temporária de patentes para vacinas da covid-19, na esperança de que isso aumentasse a produção e permitisse uma distribuição mais justa de vacinas em todo o mundo.

Em outubro de 2020, a Índia e a África do Sul solicitaram uma isenção que permitiria aos países não conceder nem fazer cumprir patentes e outros direitos de propriedade intelectual específicos relacionados aos produtos covid-19 até que a imunidade de rebanho global seja alcançada.

Um número significativo de países de renda média e baixa apoiou esta proposta. A maioria dos países de alta renda, incluindo a UE e seus estados membros, se opôs. Lembre-se que todos estes são membros da Organização Mundial do Comércio.

O presidente da Rússia e presidente em exercício do G20, Vladmir Putin será o grande ausente da reunião, segundo comunicou Kremlin à imprensa russa, estando este a participar de uma reunião do Conselho Económico Supremo da Eurásia.

Fazem parte do G20: a União Europeia (UE), Estados Unidos da América, Rússia, China, Japão, República da Coreia, México, Polónia, França, Alemanha, Reino Unido, África do Sul, Argentina, Arábia Saudita, Índia, Brasil, Austrália, Canadá, Itália e Turquia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome.