Aberto concurso público para concessão de plataformas logísticas do Soyo e Luvo

0
Foto: Cedida

Redacção NA

Foi oficialmente aberto nesta quarta-feira (17), pelo Governo de Angola , na província do Zaire, o concurso internacional para a concepção, construção, exploração e gestão comercial das Plataformas logísticas do Zaire e Luvo, num acto presidido pelo Ministro dos Transportes, Ricardo Viegas D’Abreu.

As concessões, sob responsabilidade da Agência de Regulação de Carga e Logística de Angola (ARCCLA), visam igualmente captar recursos financeiros para o desenvolvimento da Rede Nacional de Plataformas Logísticas-RNPL, introduzir métodos de gestão empresarial altamente profissional no sector logístico, reduzir custos e fomentar a concorrência e induzir a competitividade dos serviços prestados

O sector da logística desempenha um papel fundamental na melhoria do ambiente macroeconómico do país, ao fomentar a criação de empregos, aumentar o produto nacional e atrair investimento estrangeiro. Actualmente, as infraestruturas logísticas em Angola enfrentam vários desafios, por se encontrarem numa fase inicial de desenvolvimento, com o transporte de mercadorias altamente dependente do transporte rodoviário.

O prazo de submissão de candidaturas vai até ao dia 6 de Janeiro de 2022. As plataformas logísticas contarão com postos alfandegários e serão fundamentais para as actividades de transporte, da logística e da distribuição de cargas e para apoiar os processos de importação e exportação.

A Plataforma Logística do Soyo, importante ponto fronteiriço do norte de Angola, terá 15 hectares, localiza-se nas proximidades da Estrada Nacional 100 que liga Soyo à cidade de Luanda. O plano de infra-estrutura inclui a construção de cinco entrepostos de temperatura ambiente e um de temperatura controlada, um parque de contentores, um parque de estacionamento de viaturas pesadas, armazéns e oficinas de reparação, para além de edifícios administrativo, de comércio e áreas técnicas. A coqueluche desta plataforma logística é um porto seco de 25 hectares adjacente a ser construído

Já a Plataforma Logística do Luvo, importante ponto nevrálgico do sistema logístico nacional, tem 18 hectares e contará também com seis entrepostos (quatro de temperatura ambiente e dois de temperatura controlada). Completarão a infra-estrutura um parque de contentores, um posto de abastecimento de combustível, um parque de estacionamento de viaturas pesadas, edifícios administrativos, de comércio e áreas técnicas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome.