O país cabe aqui.

Miguel Buíla fala pela primeira vez do fim de contrato com a Bom Som

0
Notícias de Angola

Por: VictóriaPinto

Após ser emitido um comunicado pela produtora Bom Som a 27 de Janeiro do corrente ano, que informava o fim de contrato com três músicos do mercado angolano, numa entrevista ao Notícias de Angola (NA), Miguel Buíla um destes artistas falou a respeito.

O músico e compositor ressaltou que o “contrato terminou quando tinha que terminar”, pois já havia chegado o término de validade do contrato. Miguel Buíla, ainda fez saber que apesar de não realizar o seu desejo de gravar uma música com o fundador da produtora, Anselmo Ralph, a relação com o mesmo e a sua esposa Madelice Cordeiro é saudável.

Miguel Buila, Cantor

Quanto a sua carreira, o músico declarou que está a trabalhar no sentido de proporcionar qualidade aos seus apreciadores. E enquanto compositor, está a trabalhar com alguns jovens músicos como a cantora Sarai.

“Miguel Buíla não está a fazer agenciamento de artistas, mas como produtor, estou a produzir para alguns músicos”.

Por outro lado, o músico esteve recentemente no Brasil, onde realizou um dos seus grandes sonhos, que era partilhar o palco com o Padre Marcelo Rossi, coforme espelha a imagem abaixo.

blank
Miguel Buila e Padre Marcelo Rossi, em Palco no Brasil

Miguel Buíla, destacou também que o mercado gospel está a crescer cada vez mais, apesar de ainda serem poucos que estão a fazer o que o mercado quer ou procura.

Nascido a 28 de Setembro, em Luanda, fez os seus estudos primários na Escola 2015, passou igualmente por escolas como N’gola Kiluanje e IMNE Marista. A sua paixão pela música nasceu de tanto ver um amigo a cantar com toda a perfeição e hoje assume-se como “o cantor de Deus”. 

Autor dos sucessos, “Abençoa Só”, “Vitória”, “São Pedro”, “Renova” e “Deus me consola”, dono de um timbre inconfundível, Miguel, já é uma das mais sonantes vozes do Gospel feito em Angola.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies