O país cabe aqui.

Escassez de técnicos fiscais no sector mineiro angolano preocupa AGT

0

O número reduzido de técnicos para fiscalizar as empresas que trabalham no sector mineiro em Angola,   tem sido um calcanhar de aquiles, tendo  em conta o elevado número de instituições que desenvolvem este trabalho no sector dos diamantes, situação esta que, continua a preocupar o representante da Agência Geral Tributária (AGT),  Pedro Teodoro.

Pedro Teodoro, representante da Agência Geral Tributária (AGT).

O especialista Tributário, que falava na manhã desta quarta-feira, numa das unidades hoteleiras de Luanda, durante o Primeiro Fórum Mineiro (Angola Mining Talks), adiantou que estes problemas serão resolvidos nos próximos dias, após a admissão de novos Técnicos, neste concurso público de 2019, que continua a decorrer na AGT.

Numa iniciativa da Empresa de Comunicação para o Sector Mineiro “Bumbar Mining” em parceria com a Ordem dos Engenheiros de Angola, o encontro teve como principal propósito: Avaliar o contexto da Indústria Mineira local, compreender os desafios enfrentados pelos gestores no sentido de manter às empresas viáveis e sustentáveis em Angola dentre outros.

Nesta primeira edição, o encontro contou com a presença de Gestores, Administradores, Investidores, Banca, Seguros, estudantes e convidados.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies