Discução sobre a história discográfica em Angola marca apresentação do single de Joãozinho Morgado na Fundação Arte e Cultura

0
Foto: Cedida

Redacção NA

O Rei da Tumbas, Joãzinho Morgado, vai apresentar nesta quarta-feira, no dia 4 deste mês, às 17horas, o seu primeiro singlee intitulado “Turma da benção”, no Wyza Anfiteatro, da Fundação Arte e Cultura, Ilha de Luanda, o seu single intitulado “Turma da benção”.

O evento será protagonizado em uma mesa redonda sobre a História Discográfica em Angola vs Valorização dos Artistas, e por um concerto a ser protagonizado pelo artista, numa co-produção entre Mano a Mano Produções, Fundação Arte e Cultura e Brason e NUS Evento.

De acordo o comunicado que o Notícias de Angola teve acesso nesta terça-feira, a mesa redonda contará com preleitores como Carlos Lamartine, Adriano Mixinge, Miguel Neto, Gilberto Júnior, Belmiro Carlos, José Pedro Benge, Yuri Simão, Otiniel Silva, Isaias Afonso na moderação, e vai anteceder a venda do single do artista. A Perspectiva para o futuro da indústria musical em Angola é outro assunto que vai merecer destaque no certame.

Recorde-se que, o single de Joãozinho Morgado foi lançado pela editora “Keep On Pushin Records”, no dia 07 de Fevereiro deste ano, na Holanda, por ocasião do seu aniversário e é parte do projecto Turma da Benção.

Temas apresentados no single:

Lado A Morgadinho por Joãozinho Morgado

No estúdio Gravisom (Lisboa), Joãozinho Morgado orquestrou uma Jam Session com toques de Semba, Kazukuta, Kilapanga, Rumba e Merengue, resultando no tema “Morgadinho”. Coordenado por Armando Gobliss, Joãozinho estava acompanhado pelos seus companheiros Botto Trindade (Guitarra Solo), Pirika Duia (Viola Ritmo), Mayo Bass (Viola Baixo) e Galiano Neto (Percussão).

Lado B Sou Eu João Morgado de Joãzinho Morgado & Batida

Para apimentar a jam session do mestre das congas com um toque eletrônico leve, convidamos Pedro Coquenão – o “AngoLuso” também conhecido por Batida – veio juntar-se à Jam Session. Quase dez anos atrás, Batida já havia roubado nossos corações com a faixa “Bazuka” e voltou a fazê-lo dois anos depois com a faixa “Pobre e Rico”. Em ambos produções musicais, ele samplou com as bênçãos de lendários músicos angolanos Carlos Lamartine (Bassoka) e Matadidi Mário (Café). A colaboração do Batida com o mestre Joãozinho Morgado resultou no tema “Sou Eu João Morgado”, que podemos rotular como “Semba House”.

O Concerto “Sou Eu João Morgado”, outro momento a marcar o acto de lançamento do single, vai processar-se numa apresentação musical ao vivo de temas de vozes sonantes do cenário musical angolano- Paulo Flores, Teta Lando, Matia Damásio, Filipe Mukenga, Yuri da Cunha, David Zé- e que contaram com a participação musical do Rei das Tumbas, Joãozinho Morgado.

Turma da Bênção, é um projeto musical intergeracional. Consiste no Conjunto Angola 70 um grupo de músicos lendários que, entre outros, lideraram a Revolução ((musical) em Angola e Paulo Flores, músico, o poeta do quotidiano angolano. Através desta “ Roda de Semba” (sentado), revisitamos o período áureo da música angolana, a década de 70; Dipanda. Neste mesmo ambiente, recriamos novas músicas como uma nota de homenagem a esses momentos particulares e todos os seus actores. O resultado deste “Roda Semba entre gerações será apresentado em formato LP (vinil) no dia 25 de Maio 2021.

A Fundação Arte e Cultura foi fundada no dia 25 de Janeiro de 2006, tem o seu forte na inserção social das famílias em situação de vulnerabilidade e risco e no apoio às artes e à cultura angolana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.