Deutsche Bank apresenta linha de crédito com novo valor de contrato

0
Foto: DR

Redacção NA

Os empresários angolanos vão beneficiar doravante do acesso à nova Linha de Crédito do Deutsche Bank, por via do Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA), com um valor mínimo de contrato de importação fixado em Cinco Milhões de Euros, deixando para trás os 10 Milhões de Euros anteriores.

Esta alteração do valor foi acordada durante a visita, de Pedro Sánchez, Presidente do Governo de Espanha, ao país, e oficializada recentemente. Presentes na delegação espanhola, os representantes do Deutsche Bank de Espanha que mantiveram um encontro com a equipa económica do Governo e com o empresariado nacional, durante o qual foram analisadas as possibilidades de tornar a linha mais acessível aos promotores nacionais.

Segundo os termos da negociação, numa primeira fase, tornam-se elegíveis a financiamento com o valor mínimo de Cinco Milhões de Euros, apenas contratos de importação provenientes de Espanha, com a possibilidade de inclusão de outros países como Alemanha e Itália, sendo que o valor mínimo dos contratos para os restantes países mantém-se em 10 Milhões de Euros.

Com um valor global de Mil milhões de Euros, a Linha de Crédito do Deutsche Bank é uma solução de concessão de crédito à importação/exportação no âmbito de um acordo celebrado entre o Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA), o Deutsche Bank (DB-sucursal espanhola), e o Governo de Angola representado pelo Ministério das Finanças como garante.

A linha tem como objectivo promover e apoiar o sector privado angolano na importação de equipamentos, bens ou serviços imprescindíveis a implementação de projectos de investimento, sendo que a mesma financia Contratos de Exportação/Importação para fornecimento de equipamentos, bens ou serviços.

Fazem parte os seguintes sectores prioritários financiados pela linha: agricultura, pecuária, agroindústria, pescas, indústria Transformadora e indústria mineira.

A Linha de Crédito oferece inúmeras vantagens ao empresariado nacional, entre as quais: a disponibilidade de moeda estrangeira para a importação, o reembolso do valor do crédito concedido é efectuado em moeda nacional ao câmbio do dia da contratualização da operação, sem alterações cambiais, a realização de desembolsos por meio de pagamentos directos ao exportador pelo DB, pressupondo economia de tempo e redução de custos ao promotor, e a realização de reembolsos semestrais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.