BDA desembolsa 13 mil milhões de Kwanzas para programa de alívio económico

O incentivo à produção nacional passa também pelo exercício de boas práticas de um ciclo virtuoso do crédito bancário, exigindo-se, por isso, maior rigor nos processos e procedimentos dos solicitantes e na avaliação de cada projecto.

0
Foto: DR

Por: Ivanine Silva

O Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA), desembolsou 13 Mil Milhões de Kwanzas, nos quatro meses de operacionalização das linhas de financiamento à produção nacional no âmbito do programa de Alívio Económico, que teve início à 6 de Julho.

De acordo com uma nota que o Notícias de Angola teve acesso, trata-se de um total de 215 projectos de crédito já aprovados, o valor acima mencionado corresponde à quantia desembolsada para o financiamento de 111 projectos, sendo que estão em fase de formalização os restantes 90 projectos, que serão financiados após o processo de contratualização.

Recorde-se que o BDA recepcionou, até ao momento, 249 processos de candidaturas, tendo sido aprovados 215 projectos, com uma taxa de aprovação de 86 por cento.

Dos projectos já desembolsados, 10 são para a importação de insumos agrícolas, nomeadamente fertilizantes, para o reforço da capacidade dos produtores agrícolas. Os restantes 90 por cento são créditos concedidos à comercialização de produção nacional, nomeadamente a distribuição e comercialização, de forma a fazer chegar à mesa dos consumidores o que no país produz-se.

Com projectos aprovados nas 18 províncias, destacam-se Luanda com 39, Huila com 22, Bié com 18, e Benguela e Lunda Sul ambas têm 14 projectos cada uma.

O incentivo à produção nacional passa também pelo exercício de boas práticas de um ciclo virtuoso do crédito bancário, exigindo-se, por isso, maior rigor nos processos e procedimentos dos solicitantes e na avaliação de cada projecto.

A carteira de créditos total aprovada pelo BDA neste período é de 31 Mil Milhões de Kwanzas com os quais se dá resposta ao programa de alívio económico que tem como objectivo incentivar a produção nacional, sem que se deixe de ter em conta a necessidade de assegurar as boas práticas de um ciclo virtuoso do crédito bancário, exigindo-se, por isso, maior rigor nos processos e procedimentos dos solicitantes e na avaliação de cada projecto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.