Angola Cables disponibiliza infraestrutura para investigação científica e académica

0
Foto: DR

Redacção NA

A multinacional angolana, Angola Cables em parceria com a Universidade Internacional da Flórida, dos EUA, a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa, do Brasil, a Rede Terciária de Educação e Pesquisa da África do Sul, anunciaram a activação de um link com capacidade inicial de 100Gbps, que liga a América do Norte, América Latina e África, através dos cabos submarinos Monet, SACS e WACS dedicada à colaboração entre Redes Científicas e Académicas a nível intercontinental.

De acordo a uma nota a que o NA teve acesso, o objectivo global do projecto da Americas Africa Research and eduCation Lightpaths, é de consolidar uma rede de conectividade de alta capacidade para o ecossistema das entidades científicas de pesquisa e educação dos EUA, Brasil e África e promover o trabalho colaborativo entre a comunidade académica.

Esta conexão trará benefícios no que toca a redundância e resiliência da conectividade de Redes entre as entidades de Pesquisa e Educação, fornecendo uma rota transatlântica directa e exclusiva entre a comunidade científica da tríade América do Norte, América Latina e África.

Numa altura em que está na ordem do dia o debate sobre a partilha de conhecimento científico entre as nações, este alinhamento entre entidades de pesquisa e educação de elevado prestígio internacional irá aportar sinergias no desenvolvimento de vários campos de investigação.

Angola, e em particular o subsector do ensino, investigação e ciências podem se interligar com instituições académicas internacionais com vocação em R&D através da plataforma Angonix, o maior Internet Exhange Point do País. Em tempos de grande consumo digital o Angonix se posiciona como o hub vocacionado para a redução de latências em Angola, com impacto na região da SADC, fruto da sua localização estratégica no Data Center da Angola Cables – AngoNap Luanda.

O Angonix é considerada a plataforma ideal para alavancar ecossistema digital das Redes Académicas de Angola e conecta-la com as entidades congéneres internacionais – parceiras da Angola Cables, nomeadamente nos EUA, Brasil, África do Sul e países africanos que integram a WACREN (West and Central African Research and Education Network).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.